domingo, 22 de junho de 2014

Polenta com Tomate Assado e Gorgonzola




Esta receita é tradicional da cozinha italiana.  Simplicidade, sabor e beleza não lhe faltam, fácil de fazer e claro muito barata. Esta é uma boa receita para qualquer refeição, ainda mais agora que começa o frio. Estou com várias receitas pra postar, mas o tempo não tem permitido, final de semestre, viagens e um pouco de preguiça tem pesado bastante. Peço que me desculpem a falta de postagens, a última foi em maio, mas prometo que de julho pra frente postarei com mais assiduidade.

Para a Polenta 

2 Copos de fuba ou de mistura pré-cozida
4 copos de água fria
1 colher de sobremesa rasa de sal

Recheio

300g de queijo Gorgonzola (esfarelado) para o recheio e para espalhar como cobertura

Cobertura

Tomate cereja
Queijo gorgonzola ou parmesão ralado
Orégano
Pimenta do reino moída
Sal
Azeite

Comece fazendo a polenta. Misture o fubá ou o preparado para polenta com a água fria, junte o sal. coloque sobre a chama e mexa para não embolar. Continue mexendo, no início mexa sem parar uns 15 minutos. Depois pode mexer de tempos em tempos. Esta polenta tem que ser mole ou cremosa, pois depois ela vai para o forno. Se fizer com mistura pronta, 15 minutos de fervura tá mais que bom. Se for fubá uns 35 e já está cozida. Se vc perceber que a polenta está dura, acrescente mais água (quente) ao poucos e vá mexendo. Essa medida de 4 copos de água para dois de fubá é aproximada, pois depende do tempo que vc deixa no fogo
Passe manteiga numa assadeira que possa ir à mesa e despeje metade da polenta. Espalhe os pedaços de gorgonzola sobre a polenta e cubra com o restante que ficou na panela.  

Prepare os tomates

Face um corte em forma de cruz bem de leve nos tomates (se eles vierem com cabinho não faça o corte, só tempere) . Espalhe um pouco de sal em cada um, a pimenta e o orégano. Regue com azeite e coloque sobre a polenta. Espalhe sobre a polenta um poco de gorgonzola ou parmesão ralado, mas não cubra os tomates.Leve a assadeira no forno até os tomates murcharem, que é quando estão assados.

Fiz duas coisas nessa receita que se os italianos da minha terra souberem vão me dar bronca. Disse pra misturar o fubá na água fria (isto porque na água quente ele embola). Nunca vi na minha casa começar polenta com água fria, a água estava sempre fervendo e a polenta não ficava embolada. Minha mãe colocava um monte de farinha sobre a água fervendo e com a mescola fazia uma cruz na farinha e começava mexer. A cruz era para que a farinha não embolasse. Minha cruz nunca deu certo, talvez por que seja ateu. A outra barbaridade foi dizer que pode fazer polenta com mistura pré cozida. Provavelmente serei acusado de preguiçoso, mas va lá. Ecco una bela ricetta. Saluti a tutti!
Lígia, depois que vc voltar das férias vou fazer pra você.



Nenhum comentário:

Postar um comentário